Conteúdo da Notícia

Corregedoria institui indicadores do Plano Estratégico 2030 para otimizar serviços à população

Indicadores do Plano Estratégico 2030 da Corregedoria-Geral da Justiça do Ceará (CGJ-CE) foram instituídos para fortalecer a Gestão Interna e otimizar os serviços prestados pelo Órgão Censor. Ao todo, são dez indicadores. Cada um contém metas referentes ao período 2021-2026, que serão monitoradas pelos gestores das unidades administrativas da CGJ. O monitoramento possibilitará a medição do progresso da Instituição para o alcance de seus objetivos. A medida consta na Portaria nº 33/2021, publicada no Diário da Justiça dessa segunda-feira (24/05).

De acordo com o ato normativo, caberá ao gestor das unidades elaborar o plano de ação contendo as atividades que serão realizadas para o atingimento de cada meta, bem como adotar medidas destinadas ao seu cumprimento, visando, dessa forma, concretizar, satisfatoriamente, os objetivos de contribuição do Desdobramento do Plano Estratégico 2030 da CGJ.

Entre os objetivos de contribuição, destaque para o apoio à fiscalização das atividades judiciais e extrajudiciais com comprometimento, celeridade e profissionalismo e o fortalecimento da Gestão Interna com a disseminação do conhecimento e capacitação dos servidores e magistrados, além do fortalecimento dos meios de comunicação e interação eficientes e atrativos para a sociedade e parceiros da CGJ.

INDICADORES
Dos dez indicadores instituídos, dois são índices do cumprimento de fiscalização das atividades extrajudiciais e das unidades judiciais inspecionadas pela CGJ. Também têm os índices de automação de processos de trabalho e de atingimento de metas e diretrizes nacionais para as corregedorias.