Conteúdo da Notícia

Comissão de Transição do TJCE se reúne para recebimento de relatórios da Presidência, Vice-presidência e Corregedoria

Integrantes da Comissão de Transição da Gestão 2023-2025 do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) estiveram reunidos, nesta sexta-feira (04/11), para a entrega dos relatórios de transição da Presidência, Vice-Presidência e Corregedoria-Geral de Justiça.

Ao entregar o relatório ao futuro presidente e atual vice-presidente do TJCE, desembargador Abelardo Benevides Moraes, a presidente do Judiciário estadual, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, ressaltou que “para mim, é uma grande honra participar desse momento. Estamos trabalhando na continuidade, progresso e avanço da nossa Gestão. Tenho a certeza de que vossas excelências envidarão os mais distintos esforços no sentido de contribuir com a melhoria contínua do efetivo trabalho das unidades judiciárias e administrativas que fazem o Poder Judiciário do Ceará.”

Entre as informações reunidas no relatório da Presidência, estão: Plano Estratégico TJCE 2030; estatísticas processuais das unidades judiciárias; proposta orçamentária de 2023; relatório de Gestão Fiscal do último quadrimestre; e execução orçamentária do ano de 2022; Plano de Obras; situação atual das contas do TJCE perante o Tribunal de Contas do Estado; contratos atualmente vigentes; estrutura institucional com detalhamento do quadro de pessoal; relatórios das comissões, comitês e grupos de trabalhos do TJCE.

“Desde o início, nós nos sentimos inseridos na Gestão, e isso aconteceu porque nós procuramos agir com o pensamento institucional. É um trabalho permanente e, por isso, acredito que o Tribunal está vivendo um de seus grandes momentos”, disse o vice-presidente, desembargador Abelardo Benevides Moraes. Ao falar sobre o trabalho da Vice-Presidência, o magistrado apresentou alguns dados que constam no relatório repassado ao vice-presidente eleito, desembargador Heráclito Vieira de Souza Neto. “De fevereiro de 2021 a outubro de 2022, entraram na Vice-Presidência, 24.997 processos e saíram 25.659, o que nos deixa com um superávit de 662 processos. Foram 10.080 despachos, 1.159 acórdãos e 16.926 decisões monocráticas”, informou o desembargador Abelardo Benevides Moraes.

“É com muita honra e muito orgulho que faço parte dessa Gestão. O trabalho na Corregedoria acontece com muita velocidade, mas nesse período, justamente pela liberdade que temos na Gestão, o trabalho pode ser um pouco mais pacífico. Tenho certeza que a administração da desembargadora Edna será de continuidade, e o Tribunal hoje está dando certo justamente pelo trabalho conjunto das Gestões”, destacou o corregedor-geral da Justiça, desembargador Paulo Airton Albuquerque Filho.

Gestores do TJCE entregam relatórios com as atividades do Poder Judiciário cearense
.
Mais informações no portal do TJCE.