Conteúdo da Notícia

Mutirão de Acopiara movimentou 1.771 processos

O mutirão na Comarca de Acopiara, que foi realizado entre os dias 03 e 07/11, supervisionado pelo Corregedor Geral da Justiça do Ceará, Desembargador Francisco Sales Neto, movimentou cerca de 1.771 processos, distribuídos em 459 sentenças cíveis e criminais, 1.172 despachos cíveis e criminais, 133 decisões interlocutórias, 5 sentenças do Júri e 2 audiências admonitórias.

O mutirão, que funcionou como uma força-tarefa, teve o objetivo de reduzir o acervo processual da Comarca. As atividades contaram com a participação de 11 magistrados.

O vice-presidente do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), Desembargador Francisco Lincoln Araújo e Silva e, futuro Corregedor Geral de Justiça, esteve presente à abertura dos trabalhos se comprometeu a continuar com a ideia em sua gestão.

Atuaram no mutirão os juízes Josué de Sousa Lima Júnior (1ª Vara de Iguatu); Larissa Braga Costa de Oliveira (Vara Única de Cariús); Fabiano Damasceno Maia (3ª Vara de Quixadá); Fabrício Vasconcelos Mazza (2ª Vara de Quixeramobim); Hyldon Masters Cavalcante Costa (2ª Zona Judiciária de Iguatu); Ricardo Alexandre da Silva Costa (Juizado Especial de Iguatu); e Luciano Nunes Maia Freire (3ª Vara de Tauá).

Também integraram o grupo os juízes Paulo Santiago de Andrade Silva e Castro (Vara Única de Pedra Branca); Adriano Ribeiro Furtado Barbosa (Vara Única de Solonópole); David Fortuna da Mata (Juizado Especial de Lavras da Mangabeira); e Isabela Mendonça Alexandre de Freitas (Vara Única de Jucás).

A medida consta na Portaria nº 2109/2014, publicada no Diário da Justiça Eletrônico, no dia 29/10.