Conteúdo da Notícia

Escolas de Fortaleza receberão Mutirão do projeto Pai Presente a partir deste sábado

O projeto Pai Presente será levado para fora das estruturas do Poder Judiciário, com a realização de mutirão nas escolas públicas de Fortaleza. A primeira visita acontece neste sábado, dia 21, das 9h às 13h, na Escola Professor Francisco Jaborandi, no bairro do Jangurussu. Seis escolas com os maiores índices de crianças sem o nome do pai no registro receberão o projeto. A força-tarefa será realizada sempre aos sábados.

A solicitação da paternidade pode ser reivindicada por mães com filhos menores de idade, ou pelo próprio filho, caso seja maior de 18 anos. Se o pai quiser, pode reconhecer o filho de forma espontânea. Para isso, precisam comparecer durante o mutirão munidos de documentos necessários como RG, CPF e Certidão de Nascimento do filho.

Caso o pai tenha alguma dúvida em relação à paternidade, o Laboratório Central de Saúde Pública do Ceará (Lacen) estará na escola realizando os exames de DNA. Todo o procedimento é gratuito.

O projeto Pai Presente nas escolas públicas da Capital é coordenado pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), por meio da Corregedoria Geral da Justiça, com apoio da Secretaria de Educação do Município de Fortaleza e da Faculdade Devry Fanor.

Implantado nacionalmente em 2010, pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a força-tarefa já realizou mais de 6 mil reconhecimentos voluntários de paternidade no Estado.