Conteúdo da Notícia

Comissão discute nova estrutura para Corregedoria Geral da Justiça e investimentos em tecnologia

A Comissão Participativa de Elaboração e Execução do Orçamento e do Planejamento Estratégico do Judiciário cearense analisou, nesta terça-feira (12/06), projetos que devem ser inseridos na proposta orçamentária de 2013. Durante reunião no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), o juiz corregedor Eduardo Scorsafava apresentou projeto de restruturação física e funcional da Corregedoria Geral da Justiça (CGJ).
O magistrado explicou que a autonomia administrativa das Corregedorias em todo o país é exigida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). De acordo com o juiz, nos últimos anos, têm crescido demandas e instituição de metas a serem cumpridas pela CGJ. Ele informou que até dezembro, a Corregedoria deve concluir correição em 150 unidades judiciárias e só conta com dois auditores.

O secretário de Tecnologia da Informação do TJCE, Dilthey Forte, especificou os projetos para aperfeiçoar a prestação jurisdicional por meio da virtualização. A coordenadora da Comissão e assessora especial da Presidência do Tribunal, Juliana Cardoso Lima Borges, destacou a importância dessa discussão juntamente com representantes das unidades administrativas do TJCE, da Associação Cearense de Magistrados (ACM) e dos sindicatos de servidores do Judiciário estadual. Ela disse que cada iniciativa necessita de constante acompanhamento para que seja efetivada.

Depois de aprovados, os projetos serão submetidos à Presidência do TJCE. Em seguida, a proposta orçamentária será encaminhada para apreciação do Órgão Especial. A próxima reunião está agendada para a próxima terça-feira (19/06), às 14h.

 (13-06-2012 # 16:36:30)

Envie esta notícia a um amigo