Conteúdo da Notícia

9ª Vara Cível de Fortaleza é inspecionada pela Corregedoria-Geral da Justiça

“Nosso objetivo é sempre ajudar, orientar e disciplinar magistrados e servidores durante as atividades de inspeção. O trabalho da Corregedoria-Geral está alinhado aos interesses da Justiça”. A afirmação é do corregedor-geral da Justiça do Ceará, desembargador Francisco Darival Beserra Primo, durante inspeção, nesta terça-feira (09/10), na 9ª Vara Cível do Fórum Clóvis Beviláqua.

O corregedor esteve reunido com a titular da unidade, juíza Ana Luíza Craveiro Barreira, e com os servidores, para dar explicação sobre o trabalho. Na ocasião, ele fez questão de expressar que a magistrada tem o “peso e a obrigação de manter uma postura exemplar porquanto descendente de uma linhagem de juristas que são paradigmas dentro da Justiça alencarina, entre os quais destaca o saudoso advogado Wagner Turbay Barreira que, na qualidade de diretor da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará, quando eu era estudante, foi um exemplo de sabedoria, simplicidade e avesso às aparições sociais e públicas”.

O desembargador explicou que algumas unidades judiciárias estão sendo inspecionadas após determinação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), de acordo com relatório expedido por representantes do referido órgão, após visita realizada no Ceará. Ele acrescentou que neste período o CNJ visitou a Corregedoria e elogiou o trabalho realizado pelo órgão correicional cearense: “O Ceará é uma referência nacional em termos de Corregedoria”.

A fiscalização abrange os serviços realizados. As ações que tramitam em meio virtual serão analisadas ao longo do mês de outubro, de acordo com o Regimento Interno da Corregedoria. Depois da conclusão das atividades, será apresentado ao Conselho Superior da Magistratura relatório circunstanciado, em que constará o resumo de todo o trabalho desenvolvido e providências a serem adotadas.

Também presentes o diretor do Fórum Clóvis Beviláqua, juiz José Ricardo Vidal Patrocínio, e os juízes corregedores auxiliares da Corregedoria: Ernani Pires Paula Pessoa Júnior, Roberto Soares Bulcão Coutinho, Francisco Gladyson Pontes Filho e Flávio Vinícius Bastos Sousa.