Conteúdo da Notícia

Biênio 2017 – 2019 (Des. Francisco Darival Beserra Primo)

Em abril de 2018, a Corregedoria-Geral da Justiça do Ceará (CGJ-CE) homenageou 13 juízes com a Medalha do Mérito Jurisdicional Desembargador Carlos Facundo. A solenidade ocorreu no auditório da CGJ e foi conduzida pelo corregedor-geral de Justiça, desembargador Francisco Darival Beserra Primo. A condecoração foi entregue aos juízes que se destacaram, no ano de 2017, pelos critérios de produtividade e presteza.

Na ocasião, outros dez magistrados também foram homenageados. Quatro juízes substitutos foram agraciados com o certificado de “Menção Honrosa”, diante da notoriedade dos trabalhos desenvolvidos à frente das unidades. Outros seis receberam o certificado de “Mérito de Produtividade”, pela soma do número de sentenças, decisões interlocutórias, audiências e despachos, e ainda pela melhor técnica aplicada nos pronunciamentos judiciais.

O corregedor-geral, desembargador Francisco Darival Beserra Primo, afirmou que as homenagens têm o objetivo de “proclamar à sociedade cearense a excelência dos magistrados, tendo em vista suas elevadíssimas capacidades para o exercício do ofício judicante, neste momento histórico de grande apreensão e intranquilidade para o povo brasileiro, em que há regime abalado, como paroxismo da avassaladora pletora de denúncias de corrupção contra os que exercem cargos públicos”.

Os magistrados foram escolhidos por comissão composta pelo corregedor-geral, juízes corregedores auxiliares, Gúcio Carvalho coelho, Roberto Soares Bulcão Coutinho, Ernani Pires Paula Pessoa Júnior, Henrique Lacerda de Vasconcelos e Flávio Vinícius Bastos Sousa e secretariada pela diretora-geral da Corregedoria, Rafaella Lopes Ferreira.

OUTRAS HOMENAGENS

Durante a cerimônia, o corregedor-geral prestou homenagem ao desembargador Carlos Facundo (in memoriam), patrono da premiação, pelos relevantes serviços prestados ao Judiciário cearense na época em que foi corregedor-geral (1994 a 1997). Na ocasião, a juíza convocada do TJCE, Rosilene Facundo, recebeu placa em agradecimento.

Também foi homenageado o desembargador Francisco Sales Neto (in memoriam), responsável pela nominação da comenda, na época em que foi corregedor-geral (2013 a 2015). “A homenagem a Sales Neto é um reconhecimento ao homem íntegro e honrado que fez dos lindes da Justiça seu estandarte. Não seria justo que o autor da nominação da medalha meritória também não a recebesse, embora post mortem”, disse.

Os filhos do magistrado, Kelviane Sales, Kelsen Sales e Nicholas Sales, além da viúva Maria de Fátima Evangelista Neto, receberam a réplica da Medalha.

MAGISTRADOS AGRACIADOS

MEDALHA DO MÉRITO JURISDICIONAL

1 – Francisco Hilton Domingos de Luna Filho (Entrância Inicial)

2 – Renato Esmeraldo Paes (Entrância Intermediária)

3 – Bruno Gomes Benigno Sobral (Entrância Intermediária – Juizado Especial Cível e Criminal)

4 – Leila Regina Corado Lobato (Entrância Intermediária – Juiz Auxiliar)

5 – Ana Kayrena da Silva Freitas (Entrância Final – Cível)

6 – Raquel Otoch Silva (Entrância Final – Cível Especializada)

7 – Péricles Victor Galvão de Oliveira (Entrância Final – Criminal)

8 – Jorge Di Ciero Miranda (Entrância Final – Criminal Especializada)

9 – Luiz Augusto de Vasconcelos (Entrância Final – Juizado Especial Cível e Criminal)

10 – Edison Ponte Bandeira de Melo (Entrância Final – Juiz Auxiliar)

11 – Wilson de Alencar Aragão (Entrância Inicial – Destaque Unidade Judiciária)

12 – Larissa Braga Costa de Oliveira (Entrância Intermediária – Destaque Unidade Judiciária)

13 – Helga Medved (Entrância Final – Destaque Unidade Judiciária)

 

MENÇÃO HONROSA

1 – Juliana Bragança Fernandes Lopes

2 – Lucas Medeiros de Lima

3 – Judson Pereira Spíndola Júnior

4 – Luiz Eduardo Viana Pequeno

 

CERTIFICADO DE MÉRITO

1 – Francisco Marcello Alves Nobre

2 – Adriano Ribeiro Furtado Barbosa

3 – Magno Gomes de Oliveira

4 – André Teixeira Gurgel

5 – Antônio Cristiano de Carvalho Magalhães

6 – Maria do Socorro Montezuma Bulcão